Cientistas Desenvolvem Vacina Nano tecnológica Para Combater Câncer

Cientistas Desenvolvem Vacina Nano tecnológica Para Combater Câncer

Por Edezio Silva

Experiências realizadas com camundongos doentes indicam que pesquisadores da Universidade de Michigan tiveram sucesso, inicial, em um tratamento que usa nanodiscos para fornecer uma vacina terapêutica, personalizada, contra tumores de câncer de cólon e melanoma.

“Estamos, basicamente, educando o sistema imunológico, com esses nanodiscos, para que as células imunológicas possam atacar as células cancerígenas de forma personalizada", disse James Moon, pós-doutor em ciências farmacêuticas e engenharia biomédica.

A vacina terapêutica contra o câncer emprega nanodiscos que estão cheios de “neo antígenos”, que são mutações únicas encontradas em células com tumor. Ao gerar células T que reconhecem esses "neo antígenos" específicos, a tecnologia visa mutações no câncer e, desta forma, buscar empreender uma luta para eliminar células cancerosas e prevenir o crescimento tumoral.

Ao contrário das vacinas preventivas, as vacinas terapêuticas contra o câncer destinam-se a matar células cancerosas que já se estabeleceram no organismo do indivíduo.

"A ideia é que essas vacinas de nanodiscos desencadeiem um combate do sistema imunológico contra as células cancerosas existentes de forma personalizada", disse Moon.

A tecnologia que utiliza os nanodiscos foi testada em ratos já infectados por tumores de câncer de cólon e melanoma. Após a vacinação, 27% das células T presentes no sangue dos ratos encontraram os tumores.

Quando combinado com determinados inibidores, uma tecnologia existente que amplifica as respostas das células T ao combate dos tumores, os nanodiscos eliminaram os tumores em 10 dias de tratamento na maioria dos camundongos. Depois de esperar 70 dias, os pesquisadores então injetaram, nos mesmos camundongos, as mesmas células tumorais, e os tumores foram rejeitados pelo sistema imunológico e não se desenvolveram.

“Isso sugere que o sistema imunológico ‘se lembrou’ das células cancerosas sugerindo que ocorreu uma imunidade a longo prazo", disse Rui Kuai, da Universidade de Michigan, doutorando em ciências farmacêuticas e principal autor do estudo.

"O Santo Graal na imunoterapia contra o câncer é erradicar tumores e prevenir futuras recorrências, sem toxicidade sistêmica, e nossos estudos produziram resultados muito promissores em ratos", disse Moon.

A tecnologia de nanodiscos é feita de lipoproteínas sintéticas de alta densidade extremamente pequenas, medindo cerca de 10 nanômetros. Em comparação, um cabelo humano tem entre 80.000 a 100.000 nanômetros de largura.

"É uma poderosa vacina tecnológica que fornece, eficientemente, componentes de vacina para as células certas nos tecidos corretos. Um melhor direcionamento desses componentes fornece melhores respostas e maior eficácia das células T", disse a coautora do estudo Anna Schwendeman, professora assistente de farmácia da U-M.

O próximo passo é testar a tecnologia de nanodiscos em um grupo maior de animais maiores, disse Moon.

Uma nova empresa de biotecnologia denominada EVOQ Therapeutics, derivou desse estudo da U-M.

O estudo foi publicado no website da Nature Materials.

 

Call to Action:

Compartilhe e curta se você gostou deste artigo para que mais pessoas possam desfrutar dessas novidades. Obrigado.

Receba notícias e artigos surpreendentes entregues diretamente na sua caixa de entrada!


[contact-form-7 id="12059" title="Sem título"]

Fontes:

https://futurism.com/researchers-develop-nanodiscs-that-can-wipe-out-tumors/ http://ns.umich.edu/new/releases/24438-nanodiscs-deliver-personalized-cancer-therapy-to-immune-system by ANN ARBOR http://www.nature.com/nmat/journal/vaop/ncurrent/full/nmat4822.html http://www.umich.edu/~moonlab/James_Moon_Lab/James_Moon.html